Domingo, 30 de Junho de 2019

PAZ NOCTURNA

 

Paz nocturna.jpg

PAZ NOCTURNA

 

No cair da tarde e noite fora,
Esquivo entre a luz nocturna,
Tento, no prolongar da hora,
Disfarçar a imagem soturna.

 

Entro por tal noite adentro,
Zarpando a um sombrio dia,
Em busca de feliz encontro,
Que me trate a melancolia.

 

Segue a noite, calmamente,
Célere demais a que quero
E de tão cansado da mente.

 

A manhã, que se aproxima,
Sacode-me, em desespero,
Sem amor e menor estima.

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 09:54
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Junho de 2019

PÁTRIA EM AGONIA

 

Rubro Nacional .jpg

PÁTRIA EM AGONIA

 

Ah, pátria, pátria, que te afogas!
Pátria, que te banhas em turvas águas,
Que dás de comer a quem te não merece
E, quando morreres, parte e te esquece!...

 

Que te abandona, deixando-nos a doença,
Toda a promessa e que foi nossa crença...
Levando todas as armas e bagagem,
Acompanhados de quanta gatunagem.

 

Ah, soberba pátria e vendida terra lusa,
Que tanto alimentas e quem pior te usa,
Servindo de pedra tumular aos restantes...

 

Àqueles que tanto e mais te merecem,
Não aos que pragas semeiam e oferecem,
Sonhos em vão, em promessas de feirantes!

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 11:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Junho de 2019

SALVE O PORTUGUÊS...

 

Português correcto.jpg

( Imagem da net )

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 08:28
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Junho de 2019

TELEGRAMA

Telegrama (1).jpg

TELEGRAMA

 

Quando chegar ao Inferno,
Envio-te o meu telegrama,
Para te aquecer no Inverno
E no quente da sua chama...

 

Escrevo-te meras palavras
E um pouco fáceis à leitura,
Sabendo que te atrapalhas,
Por outra escrita mais dura...

 

Singelo, mas fortes sentidos,
Em toda a minha expressão,
Retribuído amor e devoção.

 

Não quero que dês ouvidos,
A quanto seja pronunciado,
Só querendo ser recordado...

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 20:51
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Junho de 2019

ESTAMOS ENTREGUES À BICHARADA!!!

 

Entregues à bicharada.jpg

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 01:05
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

ESTOU FARTO...

 

Adoro ajuizar.jpg

ESTOU FARTO...

 

Acreditem que estou farto!...
Farto de políticos, charlatões,
Pessoas que não se respeitam
E rastejando, como reles rato,
Nem respeitam o meu espaço,
Tão-pouco o que melhor faço...
Farto de religiões e trafulhas,
Nojo duma seita de aldrabões,
Gente sem escrúpulos, pulhas,
Sem menor pejo que os vejam!
Estou farto e quase a vomitar,
De uma maioria de hipócritas
E vasculho, aquando vou cagar,
Numa tentativa de os encontrar,
Por entre papel feito de hóstias...
Farto, de uma gente sem cultura,
Que ao longo de séculos perdura
E sem qual intenção de melhorar,
Ir, de armas, para as ruas e lutar!
Revolta-se-me o fel e estômago,
Dá-me coices, este meu âmago,
Capaz de tudo, à volta, incendiar
E sem saber em quem acreditar...
Não há respeito, ou preconceito,
Por quantos e que se vá atropelar
E o individual querer é um direito,
Em que tudo vale, se a pele salvar,
Não interessa quem se vá esfolar!...
A pele do mais pobre desgraçado,
Será luxo de agiota, bem colocado
E da carapaça de quanta sapateira,
Far-se-á a farinha e sem peneira,
Cozinhada no lume da arrogância
E tachos, nas chamas da inocência,
Para quantos que morrem à fome
E no sono de quem melhor dorme...
Estou farto, de encolher as tripas
E cuspir, ao mundo e cá para fora,
Nessa tua benevolência que ficas,
Sem entenderes que está na hora!
... Acorda e cria o teu pensamento,
Revolta-te, enquanto é momento!...
Estou farto deste teatro de um acto,
Desta ribalta, nestas cenas de mato!

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( francisfotoProfimagens ©® )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

POLÍGRAFO... VERDADE, OU MENTIRA?

 

Governo vs Pai Natal.jpg

Votos de merda.png

 

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 13:36
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Junho de 2019

RIQUEZA...

 

Riqueza.jpg

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 16:40
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Junho de 2019

ESTE LOBO SOLITÁRIO

 

Lobo solitário V.jpg

ESTE LOBO SOLITÁRIO

 

Ah, como adoro ser tal animal,
Ser este genuíno lobo solitário,
Saber que poucos me são igual
E tanto, ou quanto, celibatário!
Como gosto desses tais trilhos
E que incessantemente farejo,
Cruzando olhares, de sozinhos
E fixando prazeres ao que vejo...
Perco-me a tamanhos cheiros,
Em quantos caminhos que sigo,
Por serranias, vales e atoleiros,
A que me chamam de mendigo...
Que seja e que a tal me pareça,
Pois que a severa dor de corno,
Que para os tais é uma doença,
Seja, para mim, o doce adorno!
Ah, como gosto deste meu ver,
Solitário, mas dono do mundo,
Fazer que de mais puder e vier,
Sempre audaz e feito de surdo!...
E que me deixem em liberdade,
Por minhas sombras e escolhas,
Por recantos de minha vontade,
Escapando-me por entre folhas.
Uivo e estremecendo o silêncio,
Pela noite, ou decorrer dos dias
E num pior de qualquer anúncio,
Escondendo-me de mais arrelias.
Ai, que esta minha pele de lobo,
Por demais feras serve de veste
E que me querem fazer de bobo,
Comendo-me o quanto me reste!
Ouvem-me, ao longe e tremendo,
Sempre que acordo a madrugada,
Ficando em tais verdades roendo
E no porquê de minha caminhada...
Mas sigo, nada havendo a perder,
Para a frente e fazendo caminho,
Tanto que sou fera, dura de roer
E quero tanto continuar sozinho!...

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 00:29
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Junho de 2019

MINHA GÉNESES

 

Minha géneses II.jpg

MINHA GÉNESES

 

Sou neto de Adelino Nunes,
Conhecido por "diabrete"
E avó, tal Adelaide de Jesus,
Em que nada me compromete,
Fazendo bem de meu jus...
Tão neto de Jesus, a Margarida,
Talvez que muito querida,
Morrendo de pouca idade...
E de Ladislau da Sertã,
Que muito pouco conheci,
Por entre tanta saudade,
Mas que a génese mereci,
Neste minúsculo titã
E cunho de tais pronomes...
Filho de António Francisco
E de Jesus Nunes, a mãe Celeste,
Que neste recordar me fico
E que ao mundo me deste.

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem privada ©® )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 02:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ALGUM PORQUÊ DA VIDA

. FALSIDADES

. MESAS-REDONDAS

. ESTA CONFISSÃO

. QUE CONFUSÃO

. País de hipócritas

. ESTA MINHA ALBARDA

. POR DESCOBERTAS

. LEMAS E TEMAS

. ESTE SOU EU

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds