Domingo, 5 de Janeiro de 2020

SENHORES DA GUERRA

 

Senhores da guerra I.jpg


SENHORES DA GUERRA

 

As armas estão mais que prontas!...
Exorcizam-se as exploradas razões,
Vendem-se profecias e mais tontas
E armam-se tais loucos de canhões.

 

É essencial a produção de mísseis,
De balas, morteiros, porta-aviões,
Todo o tipo de armas tão incríveis
E mata-se, sem dó, por tais noções.

 

São os senhores da guerra, falcões,
Aqueles que se fecham no refúgio
E enviam filhos alheios pra guerra...

 

São os mestres do crude e milhões,
Que e na mira do melhor negócio,
Se armam em feras... detrás da serra!

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 02:00
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Janeiro de 2020

FANTASMAS DA NOITE

 

Fantasmas da noite.jpg

FANTASMAS DA NOITE

 

Deus da promessa, Diabo deste inferno
E cujos achincalharam nossas bandas,
Observem estes fantasmas da noite,
Acelerados zombies e tresmalhados,
Procurando, no vazio, qual alimento,
Algum calor quente do ser humano...
Olham, enquanto passamos, desconfiados,
Como se prontos ao mais célere ataque
–E salve-se quem puder, é o desenrasque!–,
Andam à solta, qual noite de finados
E chamando-nos de mano...
O corpo reclama-lhes algum sustento,
Havendo um, por outro, mais afoite
E que nos aponta de sacanas,
Talvez culpando-nos dos seus fados,
À morte, no frio de um severo Inverno...
São esqueletos, de nojento abandono,
Obra maquiavélica da sociedade,
Em que cada um do nós é dono,
Destas míseras figuras nocturnas,
Produto da nossa maldade,
A quem chamamos de importunas
E vindas ao mundo por infortunas...
Vadios e sem tecto, almas soturnas!
São transeuntes, quantas noites afora...
E tem cuidado, não olhes pro que és agora!...
Hoje serás, ingloriamente, o suposto maior...
Amanhã e quem sabe, comungando tal dor!

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 23:17
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Janeiro de 2020

ALTOS VOOS

 

Altos voos II.jpg

ALTOS VOOS

 

Asas de pássaro, de avião,
Asas daquilo que não são,
Altos voos de complicação,
A maioria sem qual noção...

 

Asas e de quem desasado,
Queixando-se de azarado,
Ditas aves e sem sol-nado
E de quanto rumo trocado...

 

Voos de confusas ilusões,
Naquilo que nunca capaz
E rotas sem qualquer paz...

 

Bússola de tais confusões,
Sem Sul, tampouco Norte
E suspiros de pouca sorte!...

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 16:59
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Janeiro de 2020

ANO DE RENÚNCIA

 

Em riste I.jpg

ANO DE RENÚNCIA

 

Neste ano, recém-nado, quero renunciar...
Sofrer, ao lado de quantos semelhantes,
Renunciar a quantas hipocrisias,
Saborear o amargo de tantas agonias,
Quero ser perdoado e condenar
Quantos não passam de mutantes!...
Quero afastar-me de ignorantes,
Gente que anda no mundo e por andar,
Sempre de ideias vacilantes,
Ao volante de quem as comandar!...
Este ano quero nascer de novo,
Ensinar o que tudo tenho aprendido,
Sacudir, acordar este adormecido povo,
Por tudo o que tem sido fodido!...
Este ano e mais um, de confrontos,
Quero entender ao que ando,
Não fazer parte de outros tontos,
Não embarcar em quantos contos,
Renunciar a qualquer mando,
De políticos e seus corruptos adjuntos!...
Quero seguir as estrelas, o Universo,
Concreto e absoluto,
Afastar-me de toda a trampa deste mundo,
Beber ideias férteis do cosmos,
Que por este lado tudo é perverso,
Vestido do mais negro luto,
Pelo pensamento mais infecundo,
Provando o quanto egoístas somos!...
Quero, finalmente, acordar,
Bocejar e, ao que me rodeia, olhar,
De espada em riste avançar,
Limpar o meu cu a quem me tentar cagar,
Partir para viagens que nunca ousei,
Seguindo caminhos que tanto sonhei...
Quero sentar-me ao teu lado,
Ser simples, mas de meu agrado!

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 22:41
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15
16

19
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. BASTA, JÁ CHEGA!...

. AMIGO, FIEL E OBEDIENTE.....

. EU, PAI, ME CONFESSO!...

. Sociedade sem rumo, nem v...

. SOCIEDADE DE INDOLENTES.....

. CIDADÃO EXEMPLAR...

. LÍNGUA E ARMAS AFIADAS

. SEMEANDO NO AGRESTE...

. INFINDÁVEIS QUESTÕES...

. MERAS SUPOSIÇÕES!...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub