Sábado, 14 de Maio de 2022

CHUVAS NO SILÊNCIO...

 

Chuvas no silêncio....jpg

 

CHUVAS NO SILÊNCIO...

 

Tomo este cadeirão como recosto,
Aqui colocado, a meu soberbo gosto
E olho através da minha janela,
Tendo a noite como sentinela...
Transporto-me para além desta vidraça,
Talvez que em fuga a qual desgraça,
Idealizando a merecida vida terrena,
Longe desta luta de arena!...
Deixo-me abraçar pela natureza,
Em quanta esperança e beleza,
Por estas chuvas de Maio
E num sonho de sereno desmaio...
São chuvas caídas no silêncio,
Águas trovadas e de prenúncio,
Cujas me regam no exterior
E tanto mais sustentam o interior...
Não que hoje tenha chovido,
Mas sou poeta e desmedido,
Pelo que amanhã será o dia,
Por épico sabor de melodia...
De momento, elevo o meu olhar,
Até onde a visão se espalhar,
Como se pássaro em liberdade
E voando em sumptuosa vaidade,
Para lá desta escuridão,
Tendo pela mão a imensidão,
Sobrevoando qualquer escarpa,
Em timbres da melhor harpa,
Pela beira-mar, sobre o oceano,
Acreditando que não há engano,
Neste mundo de enganos
E por longitude de ciganos...
Errante, mas preso como rocha,
Às escuras e sem qual tocha,
Em precipícios da ilusão,
Porém, vida de afinado diapasão!...
Desta poltrona, tenho toda a miragem,
Luz cega, mas pura, a tamanha viagem,
Só me faltando a diligência
E dois dedos de inteligência...
Para entender a conversa da chuva,
Tão macia e como luva,
Que antecipo, nesta escuridão pateta,
Nesta minha loucura de poeta!...

 

Manuel Nunes Francisco ©®
    - Imagem da net -
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 23:26
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 7 seguidores

.pesquisar

 

.Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. CONFISSÃO AO PERDÃO...

. BESTA INDOMÁVEL

. PÁSSARO, NÃO DE PENAS...

. FONTE DE VIDA

. LÍNGUA DE HEMORRÓIDES

. Defeitos e qualidades...

. ESTRADA DO DESTINO

. BOSTAS...

. ALINHAMENTOS...

. CHEFES, PATRÕES E ESTE EU...

.arquivos

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub