Segunda-feira, 28 de Outubro de 2019

LIMITES DO TEMPO

 

Limites do tempo.jpg

LIMITES DO TEMPO

 

O tempo passa... passa-nos ao lado
E sem que o queiramos admitir!...
Passa, como líquido volátil que arde,
Sem pena de quem irá sucumbir,
Veloz e galopante,
Sendo cada momento um instante,
Num risonho, ou triste fado
E não há nada que o retarde.
O tempo é-nos fugaz
E prova-nos do quanto é capaz,
De mansinho, astuto e glorioso,
Provando tal arte de manhoso!
O tempo passa, recolhendo quem parte,
Numa angústia de quem fica...
É monumento que se lhes edifica,
Nesse momento de suprema arte!
Só parte quem se esquece...
Parte a matéria, mas fica a alma
E de quem mais a enobrece,
Pesando que parta em onírica calma!
O tempo passa, porquanto o acompanhamos...
E tudo, nesse espaço, tem o seu limite,
Qual relógio sem corda, no seu silêncio,
Tal destino que não se omite,
De toda uma vida de prefácio...
E quem parte, que não o esqueçamos,
Ao que a vida e morte são igual sentido
E quem parte não nos quererá vencido!...


( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

 

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 00:28
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. SOCIEDADE DE INDOLENTES.....

. CIDADÃO EXEMPLAR...

. LÍNGUA E ARMAS AFIADAS

. SEMEANDO NO AGRESTE...

. INFINDÁVEIS QUESTÕES...

. MERAS SUPOSIÇÕES!...

. ODEIO TANTO PAU-MANDADO!...

. EMOÇÃO E A RAZÃO...

. SOU UM LOUCO NOS ANOS...

. ABRIRAM-SE AS PRISÕES...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub