Sábado, 16 de Junho de 2018

PALAVRAS DE UM VERSO

 

Que alívio.jpg

PALAVRAS DE UM VERSO

 

Numa escrita, serão o poema
E passando de mão em mão,
Em pensamentos e esquema,
Ou na simples força da razão...

 

E mesmo que palavras soltas,
Sibilando por outro Universo,
Serão e em soberba envoltas,
As luxúrias de um meu verso.

 

Serão palavras, a composição,
Meras linhas de pensamento,
Serão o sonho, ódio, sedução,
Ou orgasmos de sentimento...

 

Ou rabiscos e feitas estrofes,
Em visão de díspar contexto,
Amores dos que mais sofres,
Em críticas de amargo texto...

 

Quer seja poema, um verso,
Ou gatafunhos, de malfeito,
É há algo que não dispenso:
O escrever neste meu jeito!

 

Nos versos, quadras, soneto,
Tudo merece o meu espaço,
Só há algo que não prometo:
Se o não gostar do que faço!

 

E são palavras que confesso,
Em cada verso que eu conto,
Tanto me chamem travesso,
Ou simplesmente de tonto.

 

Às métricas, uso a distância
Dos caminhos que percorro;
Pode ser minha ignorância,
Ou fonte a que me socorro.

 

Disparo, como cavalo solto,
Com freio nos dentes, vivaz,
Apontando coices e revolto,
Sentindo a força no que faz...

 

Amo as críticas construtivas
E quando feitas do coração;
São obra, de tanto evasivas,
Arte, na melhor construção...

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual.

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 23:03
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. SOCIEDADE DE INDOLENTES.....

. CIDADÃO EXEMPLAR...

. LÍNGUA E ARMAS AFIADAS

. SEMEANDO NO AGRESTE...

. INFINDÁVEIS QUESTÕES...

. MERAS SUPOSIÇÕES!...

. ODEIO TANTO PAU-MANDADO!...

. EMOÇÃO E A RAZÃO...

. SOU UM LOUCO NOS ANOS...

. ABRIRAM-SE AS PRISÕES...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub