Segunda-feira, 26 de Novembro de 2018

VESTIDOS DE NEGRO

 

Vestidos de negro.jpeg

VESTIDOS DE NEGRO

 

Andam e sós, como corvos,
Sofrendo de algum prenúncio,
Pobres seres e à sua sorte,
Presos nesse tom da morte...
Aguardam, sem cangalheiros,
Olhando por todo o lado,
Agarrando, mero desgraçado,
Ao que mais estiver à mão...
Não há recusas, mas desilusão,
Por planícies, ou por outeiros.
Rijos, com o correr do tempo,
Vasculhando qualquer campo,
Nas desgraças de um anúncio...
Há que escutar o que dizem,
Observar, na nossa ignorância
E não o que outros profetizem,
Por meiga que seja a arrogância...
Vestem o negro e seu manto,
Terrível imagem de fome,
Por tal mundo em degredo,
Mantido no maior segredo,
Nos silêncios de quem dorme
E de cabeças em espanto...
Vestidos da noite, na sombra
E na angústia que lhes é sobra,
Caminham, direcção ao fosso,
Tantas almas penadas,
Que e de si, já só têm osso...
Prantos, olhares e vozes profundas!
... Corvos da noite, negras crianças,
Perdidas por entre brancas,
Misturadas com outras tantas,
Que morrem às nossas crenças...
Do alto, olham os abutres,
Prontos a atacar, em embustes!

 

( Manuel Nunes Francisco ©® )
( Imagem da net )
Todos os Direitos de Autor reservados e protegidos nos termos da Lei 50/2004, de 24 de Agosto - Código do Autor. O autor autoriza a partilha deste texto e/ou excertos do mesmo, assim como a imagem inédita, se existente, desde que mantidos nos seus formatos originais e obrigatoriamente mencionada a autoria da obra intelectual

sinto-me:
tags:

publicado por francisfoto às 23:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. SOCIEDADE DE INDOLENTES.....

. CIDADÃO EXEMPLAR...

. LÍNGUA E ARMAS AFIADAS

. SEMEANDO NO AGRESTE...

. INFINDÁVEIS QUESTÕES...

. MERAS SUPOSIÇÕES!...

. ODEIO TANTO PAU-MANDADO!...

. EMOÇÃO E A RAZÃO...

. SOU UM LOUCO NOS ANOS...

. ABRIRAM-SE AS PRISÕES...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub